Novo protesto na Escola de Santiago Maior



Depois dos protestos dos pais, foi agora a vez dos estudantes da Escola C+S de Santiago Maior manifestarem-se contra a falta de condições da escola.
Foi organizado um protesto, na passada sexta-feira, logo pela manhã, por parte os alunos que envergavam faixas exigindo ao governo melhores condições para a sua aprendizagem. As exigências, em muito semelhantes às dos pais e encarregados de educação, passavam pela melhoria das condições físicas das próprias salas de aulas, pela falta de pessoal auxiliar, que acaba por se refletir quer na higiene das salas, quer dos espaços comuns.
No seguimento da reunião realizada no dia 31 de janeiro em Évora, entre a DGEstE (Direção Geral dos Estabelecimentos de Ensino e representantes da Associação de Freguesias da Cidade de Beja e das Associações de Pais dos 3 Centros Escolares, a pedido destas, realizaram-se também já reuniões com as Direções dos dois Agrupamentos da Cidade. No dia 8 de fevereiro a Associação de Pais do Agrupamento nº 2 de Beja e a Junta de Freguesia de Santiago Maior e S. João Baptista reuniram com a Direção do Agrupamento nº 2, na Sede do mesmo, na Escola Secundária D. Manuel e a 14 de fevereiro realizou-se na Escola Secundária Diogo Gouveia a reunião entre a Direção do Agrupamento nº 1, as Associações de Pais da EB 2,3 de Santiago Maior, a Associação de pais da Escola de Santa Maria, representantes dos pais do Jardim de Infância e Escola do 1º Ciclo do Penedo Gordo e a Associação de Freguesias da Cidade de Beja. Embora com muitos outros assuntos na agenda, a falta de pessoal, problema transversal a todas as escolas foi a questão mais abordada.

10-02-2017


União das freguesias - Santiago Maior e São João Baptista - Todos os direitos reservados. | BY: pauloamc.com